Buscar
  • Camile Just

Mentalidade digital vai muito além do uso da tecnologia


Estamos vivendo uma época marcada por profundas alterações na forma como pensamos, nos relacionamos e fazemos negócios.


Tão marcante quanto a Revolução Industrial foi no século XIX, a transformação digital vai além de apenas abraçar as novas tecnologias ou fazer alterações nos processos e modelos de negócios — é necessário adotar uma cultura digital e remodelar a mente.


Mesmo antes do atual momento - que acelerou o processo de digitalização de muitos negócios - a transformação digital já era uma realidade consolidada no mercado corporativo.


Hoje, em um cenário cada vez mais conectado e movido a dados, é fundamental que os negócios usem a tecnologia da forma certa, a fim de alcançarem melhores resultados.


Empresas dos mais diversos segmentos e tamanhos precisam lidar com o fato de que apenas adotar novas soluções tecnológicas não é o suficiente.


É preciso enxergar essas tecnologias como oportunidade para se tornar os negócios mais eficiente e otimizados, usando as ferramentas disponíveis como meios para satisfazer as estratégias do negócio.


O detalhe é que essa mudança não é das mais simples, sem falar que muitas pessoas ainda acreditam que a transformação digital ‘não é pra elas’.


Mas basta observar: organizações com esse tipo de pensamento têm perdido cada vez mais espaço para as novas empresas, que já nascendo de forma digital, aproveitam todos os benefícios desse novo conceito de gestão.



Mas, afinal como construir uma mentalidade digital para o meu negócio?

A transformação digital pode ser entendida com a o ato de usar soluções tecnológicas para se posicionar um negócio como digital, enxergando a tecnologia como o principal elemento gerador de valor e receita para o negócio.


Porém, transformar um negócio digitalmente não é apenas adotar novas soluções de tecnologia, mas saber como identificar oportunidades no mercado que possam otimizar seus processos, garantindo melhores resultados.


Para quem deseja empreender, ou se posicionar no mercado digital, ter conhecimentos técnicos, dominar estratégias e práticas sobre esse mercado não é o suficiente para transformar ninguém num empreendedor digital.


E é por isso que existem pessoas que desistem no meio do caminho, abandonando o sonho de construir sua carreira digital e conquistar a tão sonhada autonomia.


Muitas dessas pessoas até possuem bastante potencial, e tinham tudo para dar certo, conquistando um futuro promissor empreendendo pela internet.


Mas com a mentalidade digital ‘despreparada’, acabam se desmotivando ou cometendo alguns erros e desistindo antes de começar a colher os resultados esperados.


Não que cometer erros seja algo negativo, pelo contrário, podemos aprender muito com eles, pois a trajetória de um empreendedor digital é de constantes desafios.



Quais os tipos de negócios digitais mais promissores


Um negócio online escalável tem um ótimo potencial de crescimento sem a necessidade de grandes investimentos.


E, existem diferentes tipos de negócios online. Cada um com suas especificidades, vantagens e desvantagens.


Mas, independente de qual seja a sua forma de empreender, é essencial formular bem a sua ideia.


Se você está em busca de ideias de negócios online, precisa saber que existem diferentes tipos de empreendimentos na internet:



E-commerce ou loja virtual


Um dos negócios online mais conhecidos é o e-commerce ou a loja virtual.Em comparação aos negócios físicos, esse tipo de iniciativa é bastante acessível. Afinal, não há a necessidade de gastos com aluguel de espaços ou contratação de funcionários.

Mas, também é preciso ter um estoque, gerenciar a logística, investir em estratégias de marketing, bem como criar uma plataforma.



Marketplace


Um marketplace é uma plataforma que conecta oferta e demanda, seja de produtos ou serviços.

Esse negócio online, que se tornou uma forte tendência nos ùltimos tempos, funciona como um shopping virtual, onde são reunidos diferentes fornecedores.

Dessa forma, os clientes podem comparar os itens que procuram e os profissionais podem vender com praticidade e rapidez.

E, a grande vantagem para quem cria seu próprio marketplace é a escalabilidade.

Ou seja, essa forma de fazer negócios online tem um potencial de crescimento acelerado. Ele permite que você conquiste uma grande quantidade de clientes, mas não precise aumentar os gastos na mesma proporção.


SaaS ou Software as a Service


O SaaS ou é um serviço oferecido na nuvem, cuja cobrança geralmente acontece por assinatura. Ele é um software autônomo, que serve para transformar processos manuais em atividades automatizadas.

Normalmente, o público de um SaaS são empresas.

Há vários exemplos de SaaS que usamos no cotidiano, como Gmail, Evernote, Trello e Netflix.


Infoproduto


Produzir um infoproduto nada mais é do que transformar algum conhecimento que você tem em um produto digital, como por exemplo: books, apostilas, cursos, videoaulas, áudios, templates, planilhas, etc.

Esse tipo de empreendimento também é bastante escalável, pois você pode oferecer os itens a uma infinidade de pessoas por meio do uso das estratégias de marketing digital.

Mas seja qual for a sua escolha, a ideação de um negócio é o ponto de partida para qualquer empreendimento, mas toda ideia precisa de um bom planejamento.


É por isso que, seja já você um empreendedor(a) ou em processo de transição de carreira, deve definir bem sua ideia antes de a colocá la em prática, pois só assim é possível saber se ela é realmente viável.


Ou seja, definir sua ideia de negócio é essencial, pois permite que você identifique os pontos fortes e fracos dela. Assim, as chances de estar preparado para enfrentar os diversos obstáculos que podem surgir pelo caminho, com certeza, serão bem maiores.


22 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo